Pesquisar neste blogue

domingo, 26 de agosto de 2012

Segredos

"Quem confiou os seus segredos a outra pessoa, fez-se escravo dela."  Baltasar Gracián y Morales

"Como podemos nós pretender que os outros guardem os nossos segredos se nós próprios os não conseguirmos guardar?"  François La Rochefoucauld


Segredos, todos nós temos os seus.
Uns mais do que outros, mas a verdade é que todos nós escondemos algo, algo que vivemos, que ouvimos, que vimos, o até mesmo que sofremos. 

Encontrei estas duas frases na internet. E tenho uma opinião diferente a respeito de cada uma delas.
Posso dizer que não concordo com a primeira, ou melhor, em parte posso até concordar, mas aplicando isso a um caso real, deixo completamente de concordar. 
A verdade é que ao contarmos os nossos segredos a alguém essa mesma pessoa passará a saber tanto quanto nós, no entanto, e partindo do princípio que contamos os segredos àquelas pessoas que nos dizem algo, aos nossos verdadeiros amigos, não vejo o porquê de ficarmos escravos dela. Afinal os amigos não servem para nos apoiar, ajudar, nos bons e maus momentos? Então, digamos que é a sua função apoiar-nos quando desabafamos um dos nossos mais ínfimos segredos. E quando contámos algo, de certeza que estamos a confiar nessa pessoa, quase que a nossa vida, e como tal, esse nosso amigo, fica com o dever de guardar o segredo como se não soubesse de nada. 

Quanto à segunda frase, bem com essa concordo absolutamente. A verdade é que mais cedo ou mais tarde somos invadidos com uma necessidade de desabafar com alguém, por vezes não de trata de não conseguir guardar os segredos, trata-se de ser uma fardo tão grande/pesado, que nos leva a querer desabafar, contar a alguém, e passar a ter alguém que compartilhe a dor/alegria por que estamos a passar.


Moral da história:  Acho que todos devemos guardar sempre algo para nós. O que não é impeditivo de também contar a alguém próximo. Mas nunca contar, TUDO, e correr o risco de nos tornarmos um livro aberto, isso não. Até porque o encanto (digamos assim) acaba por se perder, porque a amizade, tal como o amor também tem que ser alimentada. 


Sem comentários:

Enviar um comentário