Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 25 de março de 2015

E nós é que somos complicadas...




Não consigo entender aquele homem.
Bem chego à conclusão que não é para entender.
Foi bom enquanto durou! 

Sem comentários:

Enviar um comentário